carregando

Município de Ascurra

Código IBGE: 4201703

ARÃO JOSINO DA SILVA (PSD)

PREFEITO(A)

SOIRES TRENTINI (PSD)

VICE-PREFEITO(A)

Prefeitura

(47) 3383 0222
Rua Benjamin Constant, 221, Centro - 89138-000

Câmara Municipal

(47) 3383 2235
Rua Padre Simão Maycker , 65, Centro - 89138-000

Prefeitura

(47) 3383 0222
Rua Benjamin Constant, 221, Centro - 89138-000

Câmara Municipal

(47) 3383 2235
Rua Padre Simão Maycker , 65, Centro - 89138-000

Índice de Desenvolvimento Municipal Sustentável

Índice não definido

Transferências Constitucionais

ICMS E FPM nos últimos anos

GuiaSC

Capela São Roque

Igreja do século XIX , localizada no morro do 80, remete a religiosidade e cultura desse lugar. História: O nome Oitenta vem da medição dos terrenos da região, aquele em que está construída a capela é o lote número Oitenta. O santo padroeiro, da razão da escolha deve-se à época existir a peste do gado, e a comunidade tinha muita fé, e o santo protetor das doenças é São Roque. Segundo relatos a escolha partiu da família de Francisco Stedile e Arcangelo Poffo.

A ideia de se constituir a Comunidade surgiu das famílias: João Poffo, Arcangelo Poffo, Francisco Stedile, Fortuno Dagnini, Calisto Venturi, Vicente Cavichioli e João Possamai. Data do início (criação) da Comunidade Católica fica próxima aos anos de 1946 a 1948. A primeira missa foi rezada próxima a 1946, presidida pelo P. João Rolando. A primeira igreja é a atual. O êxodo rural esvaziou a Comunidade. A última festa de São Roque foi em 2007, a última restauração da igreja foi realizada entre abril a agosto de 2010. Padroeiro São Roque nasceu no ano de 1295, provavelmente em Montpellier, na França.

Quando ele nasceu, todos ficaram bastante surpresos por causa de uma marca em seu peito: uma cruz vermelha. Como cristão convicto educado por sua mãe, Roque desejava viver na pobreza, em imitação a Cristo. Por isso, ele quis repartir todos os seus bens entre os pobres. Partiu sem nada para a cidade de Roma, Contraiu a praga e para não ocupar mais um leito no hospital, arrumou um lugar na floresta para esperar a morte. Pela graça de Deus, ele viu nascer ali uma pequena fonte de água cristalina. Ao beber e se lavar nas águas ele sentia grande alívio em suas feridas.

Outro fato interessante foi que um cachorro o encontrou e começou a levar pão para São Roque. Roque ficou curado da doença e curava os doentes. Em Toscana viu a grande mortalidade causada pela peste, logo que Roque se pôs entre os enfermos, cessou a epidemia em toda a cidade. No dia 16 de agosto de 1327, foi encontrado morto Ele é reverenciado e invocado na França e na Itália como protetor contra doenças e pragas. Sua festa é dia 16 de agosto.

Turismo em números

O Que Fazer 29
Onde Comer 12
Serviços 10